Impacto da música na produtividade do trabalho

Música e produtividade no trabalho

A música inspira-me. É incrível como notas musicais, o seu tom e a velocidade com que são tocadas, juntamente com os instrumentos utilizados, dispensam palavras, fazendo-nos viajar num mundo de sentimentos. Que dizer, então, de ouvir música no local de trabalho? Mais produtividade?

Adoro música. E adivinhem qual o modo que descobri para nem dar pelo passar do tempo, no trabalho? Com os fones nos ouvidos. Só um – tipo na condução – porque quando todos pomos os fones nos ouvidos ao mesmo tempo é, naturalmente, a comédia, em linguagem gestual, para que alguém se consiga fazer ouvir. Mas aqui toda a gente coloca fones. Quanto mais não seja para não se ouvirem uns aos outros, discussões alheias, assobios… Este escritório consegue ser uma chinfrineira (se assim não fosse, perderia toda a piada do dia a dia!). No entanto, quando cada um coloca os seus fones, existem mundos separados num mesmo escritório.

Não sou adepta (nem a favor) de fones gigantes nas orelhas,que impedem, por completo, qualquer tentativa de comunicação. Na minha opinião (mas isso, sou apenas eu), mostra desrespeito – mas respeito quem o faça e o defenda. Para mim, seria o mesmo que ficar a trabalhar em casa. No entanto, um fone discreto, que se pode colocar e retirar discretamente…Aí sou completamente a favor! Mais até do que da rádio, como música ambiente – uma vez que nem todos apreciam os mesmos estilos de música.

impacto da musica na produtividade do trabalho

Mas, entrando mais a fundo no tema, porque acredito que seja bom ouvir música no trabalho? Bem, trabalhar ouvindo música é tão bom e inspirador que me faz trabalhar melhor e com mais vontade. De tal modo, que o tempo voa. Não posso falar genericamente, apenas da minha experiência pessoal, mas posso dizer que já na época de secundário estudava a ouvir música. A minha mãe nunca entendeu muito bem e, sim, muitas vezes, eu dava por mim a cantarolar – mas o silêncio fazia-me querer bater com a cabeça nas paredes e desistir rapidamente do estudo, tornando-se pior.

Acredito que também nasça com cada um – uma maior ou menor necessidade de ouvir música para se sentir mais produtivo ou concentrado no que faz. Acredito que quem esteja mais ligado à criatividade sinta mais necessidade da música como inspiração e motor de arranque. Todos somos diferentes e, voltando, uma vez mais, à minha experiência pessoal, a música tem a capacidade de me alterar o estado de espírito, de me colocar para cima (bem como o contrário), de aumentar a minha criatividade e de me dar mais energia – não é por acaso, que, enquanto escrevo este post, oiço música.

Naturalmente, o que ouvimos desencadeia emoções e sentimentos, por isso, quando estamos mais deprimidos ouvimos músicas mais tristes que descrevem o que não conseguimos exprimir e, por outro lado, quando estamos mais alegres preferimos outros sons e/ou estilos que acabam por nos elevar o espírito.

Não fiz nenhum estudo de mercado, mas, olhando à minha volta, observo diversos gostos, no que toca a “música para trabalhar“. Há quem goste de sons ambiente e da natureza, há quem opte por jazz; existe, inclusive, quem goste de trabalhar ao ritmo do samba do brasil. E, claro, existo eu, que não me enquadro em nenhum dos estilos anteriores, pois, para ficar em altas, para mim, nada melhor que rock, grungepunk rock, algum post-hardcore e afins. O que oiço neste momento? Goldfinger. Hmm, terminou…What comes next? Story of the Year, The Used e Staind. Perfeito.

Então e a produção no local de trabalho? Acredito que dependa, essencialmente, da função desempenhada. Um professor não pode ouvir música enquanto dá aulas, um comercial não pode ouvir música enquanto se reúne com clientes – entre outros. Mas, num escritório, acredito mesmo que só traz benefícios. Estamos todos aqui, disponíveis, mas nos nossos mundos apart. Cada um no sítio onde melhor se sente, contribuindo isso, na minha opinião, para que a pessoa se sinta melhor consigo própria, mais motivada e com mais vontade de trabalhar. Vai-se a ver e já são horas de ir embora…

No meu local de trabalho, provavelmente, 90% das pessoas ouve música enquanto trabalha. Penso que isso diz tudo.

T.

Leave a Reply

Your email address will not be published.